Vamos renovar a politica do DF por Ricardo Pato 20222

A voz rouca da rua, os gemidos e o clamor de dor do povo aumenta na forma de depressão, estresse, desemprego, serviço público sucateado, fome, AVCs e suicídios aumentando enquanto o salário mínimo de R$ 31,80 reais por dia é a realidade, adolescentes desiludidos, crianças sem futuro nenhum.

Rodoviária de Brasília, estacionamentos mostram uma segregação social e a classe política sendo hostilizada, povo chateado, indignado, revoltado, e a irá, o desprezo do povo pelos políticos e com os serviços públicos são os piores do mundo, estamos em guerra civil com 70 mil assassinatos por ano.

E poucos políticos do bem não dão conta de consertar o Brasil, porque a maioria da classe política só olha para o seu próprio umbigo, não escuta o povo, e se apropriam dos impostos na forma de corrupção, as televisões mostram roubos do dinheiro público.

O senhor martelo é a voz e a dor, e os gemidos do povo batendo na maioria dos políticos, e o senhor prego, que só defende o interesse pessoal, diz para o martelo, pode bater na cabeça, pois sou o senhor prego, me entorto, mas não me conserto.  O prego diz, nem cadeia, nem solitária me conserta, e o martelo que é a voz do povo gemendo de dor, aguenta.

O prego são os que usam o dinheiro público para corromper e se corromper. Os deputados é quem mandam no Brasil, o resto obedece ou que se exploda. Mas existe políticos bons, poucos. Ame sua família.

Em Brasília há 924 candidatos concorrendo a uma vaga das 24 cadeiras para distrital, 42,6% candidato por vaga.  Partido não dá dinheiro para o candidato, não dá. Cada partido dá ao candidato, estúdio para tirar fotos e gravar TV, pode até vir uma minúscula ajuda do fundo partidário, micro.

Despesas? Eu Ricardo Pato candidato a deputado distrital de número 20222, me viro como posso! Levo água, lanches de casa e almoçamos nos restaurantes comunitários e o valor do almoço é de R$ 2,00 reais, maravilha. Uma de minhas propostas é, fazer uma fiscalização constante nos restaurantes comunitários. Percebo que o valor que o governo repassa para ter uma comida boa não está no nível satisfatório, pois, há riquíssimos candidatos que podem gastar milhões contratando mil pessoas por R$ 2 mil reais por pessoa, ou até mais.

Os candidatos que tem mandatos na Câmara levam uma imensa vantagem porque eles têm dezenas de servidores (comissionados), voluntários com automóveis particulares e, que trabalham fora do expediente, de graça para os seus parlamentares e também recebem ajuda por fora.

Eu Ricardo pato não aceito nenhuma, quero ser livre, para eu poder defender o povo, quero unir povos, e trabalhar para 100% de todas as pessoas desempregadas, sofridas e excluídas, para incluir ambas em cidadania social. Quero fiscalizar a aplicação do orçamento e reduzir o preço das obras públicas do DF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *